Cataratas do Iguaçu

Fotografando a maior queda d’água do mundo noite e dia

Cataratas do Iguaçu

O Parque Nacional do Iguaçu é a mais visitada área de preservação brasileira recebendo mais de dois milhões de visitantes por ano. É a casa do maior conjunto de quedas d’água do mundo. Ao longo de quatro dias vamos fotografar dia e noite nesse magnífico cenário. Durante o dia percorremos as passarelas junto com centenas de outros turistas buscando o melhor ângulo das cachoeiras, mas, assim que o parque fecha suas portas, teremos a oportunidade de percorrer o mesmo roteiro sozinhos. Esse privilágio se dá por que nosso hotel está localizado dentro do parque nacional, o que permite nossa estada.

Assim que o sol se por, iremos em busca de fotos da Via Láctea que estará bem baixa à oeste nas últimas semanas de boa visibilidade. Usaremos as cachoeiras para compor fotos impressionantes.

Para aqueles que ainda não praticam astrofotografia, oferecerei aulas teóricas para que todos tenham a capacidade de obter boas imagens. Essas aulas serão online antes da viagem ( a parte teórica da obtenção) e também após a viagem ( a parte de tratamento das imagens)

Roteiro:

Dia 01
04/setembro (sábado)

Embarque em Porto Alegre no começo do dia e chegada ao hotel no final da manhã. Após um almoço, faremos um passeio pelas passarelas já fotografando e pensando possibilidades de fotos para a noite. No final da tarde nos reuniremos para preparação do equipamento e do nosso roteiro para a primeira sessão de fotos noturnas, a qual inicia logo após o sol se por. Voltamos para o hotel para jantar e celebrar as primeiras imagens produzidas.

Dia 02 e 03
05/setembro (domingo) e 06/setembro (segunda-feira)
Teremos dois dias inteiros para explorar a área. Na tarde do domingo iremos ao Parque das Aves, localizado próximo à entrada do parque nacional. Ali teremos oportunidades de fotografar as aves lindas e exuberantes da Mata Atlântica, através de uma experiência de contato próximo, imersivo e encantador com elas. Nos demais turnos, combinaremos passeios pelo parque visando obter belas imagens. No final de cada dia nos reunimos de novo para nos preparar para mais uma noite sob as estrelas.
Dia 04
07/setembro (terça-feira)

A manhã está reservada para as últimas fotos ou quem sabe um descanso à beira da piscina, aproveitando a excelente estrutura do hotel. Check out no final da manhã e retorno para Porto Alegre na parte da tarde.

Hotel
Belmond Cataratas – localizado dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Clique no link no início para conhecer o hotel ou neste link aqui para um vídeo.
Valores / Forma de Pagamento
R$ 5.800,00 por pessoa em apartamento duplo (desconto de 15% para os primeiros três inscritos)

R$ 1.330,00 para reserva da vaga
Restante dividido em 6 parcelas mensais de R$ 600,00 (março/abril/maio/junho/julho/agosto)
(valor já considerado com o desconto para os três primeiros inscritos)

15% de desconto para os três primeiros inscritos

Grupo mínimo de 3 participantes
Grupo máximo de 7 participantes

Inclui
  • Quatro diárias com café da manhã no Belmond Cataratas
  • Transfer in / out do aeroporto de Foz do Iguaçu
  • acesso liberado em qualquer horário às cataratas em função de estarmos hospedados dentro do parque
  • ingresso no Parque Nacional do Iguaçu
  • ingresso no Parque das Aves
  • Acompanhamento do fotógrafo André Nery desde Porto Alegre
  • aulas on-line de astrofotografia (antes e depois da viagem)
Não Inclui
  • Passagem aérea
  • refeições (exceto café da manhã)
  • Passeios não mencionados no roteiro
  • Gorjetas
  • Despesas pessoais
Observações
  • O roteiro acima proposto pode sofrer algumas alterações em função de clima, condições de estradas ou outros fatores alheios a nossa vontade.
  • Fica estabelecida a data de 30/jun/2021 como limite para a criação do grupo mínimo. Caso isto não ocorra até esta data, os valores pagos serão devolvidos integralmente.
  • Em caso de desistência da viagem até 90 dias antes do embarque, haverá reembolso total descontado o valor dado como sinal de reserva. Se a desistência ocorrer entre 89 dias e 30 dias do embarque, o passageiro será reembolsado em 50% do valor pago descontado o sinal dado em reserva. Abaixo de 30 dias da data do embarque, não haverá reembolso para qualquer desistência, uma vez que todos os hotéis possuem tarifas não-reembolsáveis.
Algumas Perguntas Pertinentes
  • Isto vai ser um workshop?

Sim, esta saída, diferente das demais que tenho oferecido, é um workshop de astrofotografia. As aulas teóricas serão antes (a parte técnica das obtenções) e depois (a parte de tratamento de imagens) no formato de aulas virtuais. Teremos três noites para as fotos noturnas junto às cataratas, privilégio único para os hóspedes do Belmont Cataratas, uma vez que ele está localizado dentro do parque nacional. Além das fotos de Via Láctea, estaremos dentro do principal destino turístico da América do Sul, ou seja, termos inúmeras oportunidades fotográficas. Uma ótima chance para troca de experiência com outros fotógrafos de paisagens.

  • Quando serão as aulas on-line?

A combinar com os participantes da viagem, mas eu diria que as aulas antes da viagem devem ser uns dez dias antes. Dessa forma há tempo para providenciar algum equipamento que seja necessário.  Quanto às aulas de tratamento, podem ser agendadas para a semana seguinte ao passeio.

  • Como vamos nos deslocar?

Nosso hotel é dentro do parque. Um transfer vai nos levar do aeroporto até lá e depois disto não utilizaremos mais carro. Nossos deslocamentos serão a pé dentro da área de preservação, mas sempre trajetos muito curto.

  • Vamos ter oportunidades para fotografar a Via Láctea?

Este roteiro foi pensado nas fotos noturnas. A Via Láctea vai surgir logo que escurecer à oeste e poderemos compor as imagens junto com as cataratas. Por ser o final da temporada, vamos fotografar sem avançar muito noite adentro, o que preserva as energias para o dia seguinte.

  • Qual o equipamento indicado para levar?

Na maior parte do tempo vamos fotografar paisagens, seja de dia ou à noite, e isto demanda uma lente grande angular. Tripé é essencial. Uma lente mais fechada é recomendada para o Parque das Aves.

  • Posso participar mesmo com uma câmera simples? Quem não fotografa pode participar também?

A fotografia de Via Láctea demanda um equipamento mais robusto, tanto em termos de câmera como de lente. Porém se seu interesse forem fotos diurnas do parque, mesmo com um celular você vai ter meu acompanhamento durante as saídas fotográficas e tenho certeza que você vai voltar para casa com belas imagens e orgulhoso do resultado. Um tripé, por mais simples que seja, é um acessório muito útil, mesmo para câmeras pequenas ou celulares.

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo para receber mais detalhes

Endereço

Av. Independência, 925 / 1007
Porto Alegre / RS

Telefone / Whatsapp

+55 51 999-489-248

E-mail

contato@andrenery.net