Patagônia Extrema

De cara com os gigantes na luz do amanhecer

Parque Nacional Los Glaciares

O Parque Nacional Los Glaciares está localizado no extremo sul da Argentina e em sua área protegida estão as famosas geleiras que lhe dão o nome. Junto das agulhas de granito e os lagos formados pelo degelo formam uma das paisagens mais bela do continente. Destino favorito dos caminhantes de todo mundo, as inúmeras trilhas que partem da cidade levam os aventureiros ainda mais perto das montanhas.

Essa região de indescritível beleza e excelentes oportunidades fotográficas vai ser nosso destino na segunda quinzena de março de 2020. O outono já vai ter dado as caras com suas cores características e os ventos não devem castigar tanto quanto no verão. Além das paisagens diurnas, o céu estrelado vai ser nossa companhia nestas noites, permitindo novas oportunidades de fotos para os mais destemidos.

Este é um roteiro de 7 dias / 6 noites com deslocamentos em carro e estadias em um bom hotel e um acampamento. Em El Chaltén teremos algumas caminhadas nas trilhas, mas todas elas apresentam opções menos exigentes. Se você quiser ter ótimas oportunidades para fotografar as montanhas ao amanhecer, mas não quer acampar nem caminhar tanto, confira o outro roteiro na Patagônia.

Roteiro:

Dia 01
28/março (sábado)

Embarque em Porto Alegre no começo da manhã e chegada a El Calafate no meio da tarde. O fotógrafo André Nery encontra o grupo no aeroporto de El Calafate. Dali rumamos direto para El Chaltén com chegada prevista para o anoitecer.

Dia 02
29/março (domingo)

Após uma sessão de fotos na estrada ao amanhecer e um café da manhã no nosso hotel, pegamos um transporte até a Hosteria El Pilar. Ali iniciamos nossa caminhada até o acampamento Poincenot. No caminho teremos uma vista espetacular do Glaciar Piedras Brancas. Os mais aventureiros podem subir a exigente trilha da Laguna de Los Três para vistas incríveis do Fitz Roy e Poincenot. Noite no acampamento Poincenot.

Dia 03
30/março (segunda-feira)

Inúmeras oportunidades em torno do acampamento para fotos do maciço Fitz Roy. Depois do café da manhã vamos fazer pequenas caminhadas até a cachoeira secreta e a Laguna Capri. Noite no acampamento Poincenot.

Dias 04
31/março (terça-feira)

Outra boa oportunidade para fotos ao amanhecer em dos lugares mais espetaculares do parque. Após café da manhã iniciaremos nossa caminhada até a Laguna Torre onde teremos vistas inesquecíveis do Cerro Torre. Noite no acampamento na Laguna Torre.

Dias 05
01/abril (quarta-feira)

Mais um dia para acordar cedo e fotografar os primeiros raios de sol atingindo os picos que nos cercam. Após o café da manhã iniciaremos nossa caminhada de volta à cidade, parando no mirador que fica na metade da trilha para outros ângulos e novas fotos do Cerro Torre. Na parte da tarde podemos visitar chorrillo del Salto, uma cachoeira belíssima no extremo norte da cidade. Noite no Hotel Destino Sur.

Dias 06
02/abril (quinta-feira)

Dia para rodar de carro. Antes mesmo do café da manhã podemos fazer fotos do amanhecer ao lado do Rio de las Vueltas. Durante o dia o programa é pegar a estrada de chão batido que nos leva até o Lago del Desierto. Ali, além de ótimas oportunidades de foto, teremos uma visão das montanhas de outro ângulo.

Dia 07
03/abril (sexta-feira)

Após o café da manhã voltaremos para El Calafate onde embarcaremos de volta para o Brasil com chegada prevista para a noite.

Hotel
Destino Sur – noites de 28 de março, 1 e 2 de abril
(clique no link para conhecer o hotel)
Valores / Forma de Pagamento
US$ 2190 por pessoa em apartamento duplo
US$ 400 por adicional single

US$ 600 para reserva da vaga
Restante dividido em 4 parcelas

5% de desconto para quem confirmar a inscrição até 31/10/2019
5% de desconto para quem se inscrever e trouxer um amigo/a que também se inscreva (desconto para ambos)

Grupo mínimo de 2 participantes
Grupo máximo de 5 participantes

Caso a viagem aconteça e não haja participante para dividir o quarto duplo nem a possibilidade de troca para uma quarto triplo, aquele passageiro que estiver sozinho deverá arcar com um suplemento involuntário de US$ 200.

Confere o post sobre a viagem à Patagônia na minha página do Exposure

(basta clicar na foto ao lado)

Inclui
  • Três diárias com café da manhã no hotel citado acima conforme o roteiro
  • Três noites nos acampamentos citados
  • Barraca montada com isolante e saco de dormir nas três noites de acampamento
  • Três refeições (café da manhã, almoço e jantar) nas diárias de acampamento
  • Deslocamento de carro a partir do aeroporto de El Calafate
  • Ingressos no Parque Nacional Los Glaciares
  • Acompanhamento do fotógrafo André Nery
  • Seguro viagem
Não Inclui
  • Passagem aérea até El Calafate
  • Refeições, exceto quando estivermos acampando
  • Gorjetas
  • Despesas pessoais
Observações
  • O roteiro acima proposto pode sofrer algumas alterações em função de clima, condições de estradas ou outros fatores alheios a nossa vontade.
  • Fica estabelecida a data de 31/jan/2020 como limite para a criação do grupo mínimo. Caso isto não ocorra até esta data, os valores pagos serão devolvidos integralmente.
  • Caso a viagem aconteça e não haja participante para dividir o quarto duplo nem a possibilidade de troca para uma quarto triplo, aquele passageiro que estiver sozinho deverá arcar com um suplemento involuntário de US$ 200.
  • Em caso de desistência da viagem até 90 dias antes do embarque, haverá reembolso total descontado o valor dado como sinal de reserva. Se a desistência ocorrer entre 89 dias e 30 dias do embarque, o passageiro será reembolsado em 50% do valor pago descontado o sinal dado em reserva. Abaixo de 30 dias da data do embarque, não haverá reembolso para qualquer desistência, uma vez que todos os hotéis possuem tarifas não-reembolsáveis
Algumas Perguntas Pertinentes
  • Isto vai ser um workshop?

Não, é uma saída fotográfica. É uma semana de contemplação junto à natureza e muita fotografia. Os dias que estaremos em viagem serão dedicados à obtenção de imagens e eu estarei sempre à disposição para alguma orientação. Claro que há muita troca de experiências entre os participantes e há aqueles momentos em que nos reunimos no hotel para ver as imagens e acabamos comentando sobre elas. Independente disto, eu sempre estou à disposição para tirar qualquer dúvida, seja antes ou depois da viagem.

  • Vamos ter oportunidades para fotografar a Via Láctea?

A data da viagem foi pensada levando em conta o calendário lunar. É semana de lua nova e a região apresenta céus escuros. A Via Láctea vai estar visível antes das 23h e cruzará o céu até o amanhecer, portanto basta ter céu aberto que vamos sair para fotografar. Há vários locais propícios para isto e vamos descobrir outros enquanto estivermos lá.

  • Vamos caminhar muito? Preciso estar bem preparado(a)?

Em El Calafate, ambos os passeios envolvem caminhadas curtas, de poucos minutos, portanto não há preocupação alguma. Já El Chaltén é um destino voltado para os caminhantes, mas há muitas opções. Vamos nos deslocar sempre de carro. Isso significa que muitas das nossas situações de foto vão estar próximas de onde deixarmos o carro. Dois dias são voltados para alguma caminhada: a trilha até o Fitz Roy e a trilha até o Cerro Torre. Em ambas, há um mirador com excelentes vistas a uma hora de caminhada da cidade. A primeira trilha envolve um pouco de subida, mas a segunda não. Ou seja, se você é capaz de caminhar cerca de duas horas (uma para ir e outra para voltar), você vai aproveitar a praticamente a viagem inteira. Como exemplo, todas as fotos desta página foram feitas ou ao lado do carro ou envolvendo caminhadas muito curtas.

No caso do Fitz Roy, vamos seguir adiante até o acampamento Poincenot. Isso fica a duas horas de caminhada a partir do mirador. A trilha é muito tranquila e tem o que fotografar no caminho, ou seja, podemos ir avançando aos poucos. No caso do Cerro Torre, o mirador fica no meio do caminho, logo teremos mais uma hora de caminhada até a laguna. Em ambos os casos, o mirador pode servir como uma primeira parada para descanso enquanto se faz fotos e recupera a energia para o trecho seguinte.

Ambas as trilhas são bem demarcadas, tranquilas e podem ser realizadas no seu próprio ritmo. Eu sempre acompanho os mais lentos e, em alguns casos, termino a trilha, largo meu equipamento e retorno para carregar alguma mochila e acompanhar quem tem um ritmo mais devagar. Também vale ressaltar que as melhores situações de foto são pela manhã, logo estaremos de volta a cidade até o meio da tarde, o que nos possibilita aproveitar a estrutura do hotel para um descanso.

  • Por que outono?

Os meses de verão apresentam fortes ventos e eles tendem a diminuir no outono, mas o principal motivo são as árvores mudando suas folhas para amarelo e vermelho, o que vai deixar a paisagem ainda mais bonita.

  • Qual o equipamento indicado para levar?

Não há restrição quanto à câmera, qualquer uma é bem-vinda, mas gostaria de frisar que é uma região de grandes paisagens, ou seja, uma lente grande angular é indispensável. Além disto, eu indicaria também lentes na faixa dos 24-70mm. Lentes maiores como a 70-200mm funcionam bem para alguma fauna que vamos encontrar ou para detalhes das montanhas. Eu não dispenso um tripé, mas, em alguns casos, é possível ficar sem. Para quem quiser aproveitar um pouco mais, eu recomendaria filtros de densidade neutra para fotos das cachoeiras e algum sistema para capturar imagens panorâmicas. Há oportunidades de sobra.

  • Posso participar mesmo com uma câmera simples? Quem não fotografa pode participar também?

Esta é uma saída fotográfica voltada para fotógrafos que dispensem ajuda com seu equipamento. É sempre um prazer passar algumas dicas ou ensinar uma técnica nova, mas espera-se que os participantes consigam fotografar por conta própria. Dito isto, a câmera pouco importa. Não há problema algum que algum particpante leve uma câmera compacta ou acompanhe o grupo por causa do passeio e use apenas um celular. Tem minha garantia que, com as dicas que eu passar, vai voltar para casa com belas imagens e orgulhoso do resultado.

  • Qual o equipamento de camping que será preciso levar?

O operador na cidade de El Chaltén oferece barraca para dois com isolante térmico e saco de dormir. Também estão incluidas as refeições (café da manhã, almoço e janta). Isso evita que a gente tenha que carregar equipamento e comida. Portanto, não há muito que se preocupar em relação a isto. Eu recomendo bastões de caminhada, mas isto vale mesmo para quem não vai acampar.

 

Entre em contato

Preencha o formulário abaixo para receber mais detalhes

Endereço

Av. Independência, 925 / 1007
Porto Alegre / RS

Telefone / Whatsapp

+55 51 999-489-248

E-mail

contato@andrenery.net